Início  /   Rocinha

Rocinha


Alguma história

O gado bovino dominou a paisagem da área no sopé do morro onde hoje é a Rocinha. Nesta área se localizava a fazenda Quebra Cangalhas. Assim foi durante os séculos XVIII e XIX. A chegada do século XX muda o uso desse solo com o loteamento em chácaras exploradas por pequenos agricultores que plantavam legumes e verduras. Do outro lado do morro, a urbanização da zona sul avançava e seus habitantes eram abastecidos com os produtos oriundos lá da “rocinha” vendidos na Praça Santos Dumont, na Gávea, a partir de 1922.

Os anos 1950 marcam a expansão de Ipanema e do Leblon. Chegam mais pessoas, em grande parte do nordeste do país. Vem trabalhar na construção dos novos imóveis dos bairros e no comércio e residências que se multiplicavam. A subida do morro com mais barracos foi inevitável.

A construção do Túnel Dois Irmãos, Zuzu Angel, iniciada em 1971, intensifica a ocupação. Mais uma etapa de novas construções se dá em 1976, com a abertura da autoestrada Lagoa-Barra, quando a parte baixa da favela é destruída.

Hoje, a Rocinha é a mais populosa favela da cidade do Rio de Janeiro, com 71.085 habitantes.  A UPP Rocinha foi inaugurada em 20 de setembro de 2012.

Anfitriões Locais


Joel Shosh. Phone: 21 – 2249-0811 ǀ 21-997847-4197

Roberto de Oliveira Phone: 21-9605-4327 | 21-97739-2120

Simone Phone: 21-98774-5857

Como chegar de ônibusPartindo do Centro da Cidade – Praça XV

Linhas de ônibus:  SV385 ǀ 186 ǀ 177ǀ 2335 ǀ 277 ǀ 186 ǀ 387 ǀ 337 ǀ178

Partindo da Barra da Tijuca – Terminal Alvorada

Linhas de ônibus:  14 ǀ 308 ǀ523ǀ 305ǀ 318| 465

Partindo da  zona sul – da Av. Nossa Senhora de Copacabana – Copacabana

Linhas de ônibus:  522| 557| 2018| 592 ǀ 2329 ǀ SV2334 ǀ 523 ǀ 593


Mirantes



Onde Comer



Onde Comprar



Onde Dançar



Viva a favela



Mapa da Rocinha